sexta-feira, 16 de abril de 2010

A Conferência de Toronto




À medida que o verão brutal de 1988 continuava a torrar a América do Norte, mais de 300 delegados, de 48 países, compareceram à Conferência Internacional Sobre a Atmosfera em Mutação, realizada em Toronto, Canadá. Num artigo sobre a conferência, o jornal Manchester Guardian Weekly registrou a seguinte predição lúgubre sobre as conseqüências do aquecimento global:

“O aumento das temperaturas globais não será distribuído por igual. As grandes latitudes se aquecerão mais rápido do que o equador. Isto significará a perda de umidade do solo nas latitudes médias, do hemisfério norte, onde se cultiva a maior parte dos cereais do mundo.” Em outras palavras, é uma receita para a fome global.

Um comentário:

Carol Vieira disse...

Gostaria de saber se o Brasil participou nessa conferencia?